A Barbárie dos Tempos Modernos

segunda-feira, maio 19, 2003

Assinado acordo que prevê a alfabetização de 27.600 sem-terra

Saiu no Estadão :

" Os sem-terra e assentados terão no mínimo 200 horas de aulas. Stédile informou que os alunos do MST levarão de seis a oito meses para aprender a ler e escrever pelo método Paulo Freire, que é o adotado pelo movimento. "

Não conheço o método Paulo Freire, mas deve ser mais ou menos assim : a de arma é importante, b de basta de trabalhar, c de capitalismo é uma praga, d de devemos acabar com ele, e de essa é a hora, f de foda-se o dono da terra, g de ganharemos essa luta, h de haveremos de chegar ao poder, i de infle-se de ódio, j de juntem-se a nós, l de lutaremos até a morte, m de mataremos os fazendeiros, n de não estamos brincando, o de ódio à propriedade privada, p de paulada na cabeça deles, q de queremos o socialismo já, r de resistiremos até o fim, s de só Che Guevara pode nos salvar, t de toda propriedade é nossa, u de uma dia vocês verão se não é, v de vamos tomar o poder à força, x de xingaremos a mãe de todo capitalista, z de zoada demais ainda é pouco.