A Barbárie dos Tempos Modernos

sexta-feira, maio 02, 2003

Hoje lembrei de um caso que me aconteceu e resolvi reproduzi-lo aqui.

A síndica do prédio em que morava me impediu de colocar a antena da TV por assinatura que comprei junto à face externa da parede do meu quarto. Aceitei a imposição e instalei-a no terraço conforme a orientação daquela senhora. Seis meses depois a antena deu problema. Chamei um técnico. Mas ele não pôde fazer a avaliação porque o acesso ao local estava bloqueado e as chaves do cadeado estavam com a síndica. Procurei saber quando ela podeira me fornecer as chaves, mas ela me disse que o acesso só era possível entre as 15 e as 17 horas, horário em que o técnico não poderia estar lá. Depois de 2 meses e de muita arruaça, consegui as chaves. Por receio da síndica voltar a fechar o cadeado antes da chegada do técnico, abri o portão e tranquei o cadeado na posição aberta do ferrolho para que a síndica não pudesse fechá-lo. Então o que ela fez ? Arrebentou o cadeado com uma marreta ! Depois disso, conversando com um dos porteiros, disse-lhe que ela havia me dado uma boa idéia e que meus dias de acesso interrompido ao terraço haviam acabado, pois não haveria solução melhor que aquela, ainda mais por ter vindo da própria síndica. Quando ela soube disso, distribuiu um aviso a todos os condôminos, onde dizia que se alguém arrebentasse o cadeado do terraço, seriam tomadas certas medidas. Redigi uma resposta concordando com a decisão e já sugerindo que a lei fosse posta em prática imediatamente, punindo a síndica.

Não é muita cara de pau propor uma punição para algo cuja infração ela foi a primeira a cometer ?

Ganha um doce quem citar pelo menos 3 ideólogos que fizeram algo semelhante.