A Barbárie dos Tempos Modernos

quarta-feira, maio 21, 2003

Os Radicais fazem jus ao rótulo

Da Folha : Radicais divulgam vídeo de Lula contra reforma e Sarney

Sob a ameaça de expulsão de alguns de seus congressistas, a ala mais radical do PT parte para o ataque e adota uma estratégia de impacto para demonstrar a metamorfose no discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A partir de hoje, serão divulgadas uma fita de vídeo, um CD de áudio e um livro.
O vídeo e o CD contêm um discurso de Lula em 6 de setembro de 1987, em Aracaju, quando ele defendia as propostas do PT para a reforma da Constituição. Em 16 minutos e 8 segundos, Lula diz que a TV Globo "não faz outra coisa a não ser mentir" e que o então presidente da República, José Sarney, era o "grande ladrão" do país -esse ataque a Sarney é feito de maneira indireta, mas muito clara.


Eu ia comentar essa notícia, mas achei melhor reproduzir um trecho de um artigo de Olavo de Carvalho, escrito para o Zero Hora :

Muitos contam com a esperança de que o governo petista, por inépcia, se destrua a si mesmo. Isso provavelmente vai acontecer. Mas, desmantelados o centro e a direita, quem, senão a esquerda mais radical e intolerante pode lucrar com o descrédito do presidente? Quem, senão os revolucionários explícitos e descarados, ocupará o vazio deixado pelos implícitos e camuflados?

Aqueles que apostam na autodesmoralização do petismo federal esquecem que, na estratégia clássica das revoluções comunistas, a única utilidade de um governo de transição é precisamente desmoralizar-se, ser passado para trás, abrir caminho, por meio do auto-sacrifício voluntário, aos ?autênticos revolucionários?. Que, na complexidade das circunstâncias, haja necessidade de sucessivos governos de transição, cada qual desviando o fiel da balança um pouquinho mais para a esquerda, passo a passo, até o desenlace fatal, também não é novidade nenhuma. A estratégia gramsciana exige explicitamente isso, com a lentidão proposital que a caracteriza. Todos os governos desde o fim do regime militar foram, nesse sentido, regimes de transição, cada um adotando medidas pró-capitalistas que passavam como o vento, ao mesmo tempo que consolidavam mudanças duradouras cada vez mais favoráveis à esquerda na esfera política, cultural, moral, educacional etc










Nicole Kidman enfurece antitabagistas

Se Nicole já era linda, politicamente incorreta ficou mais linda ainda. É isso aí, Nicole !!!