A Barbárie dos Tempos Modernos

sexta-feira, junho 27, 2003

Complemento

Aos que leram a segunda parte do post abaixo, recomendo este texto de Pedro Sette Camara. O interessante é que só o li 2 dias depois de ter postado. Verifiquei que, segundo ele, tanto a minha afirmativa inicial de que a simplicidade só existe em nós e não nas coisas quanto a de que ela existe também nas coisas estão corretas, e corresponde ao que ele chama, respectivamente, de não-dualismo e dualismo. Vale muito a pena. Leiam ! E me escrevam se discordarem da minha comparação.

Bobagens

A Nacional, reconhecida empresa fabricante de redes de dormir, produziu uma linha especial para o prefeito de Pamonha da Serra, que, a partir de então, vive se gabando que só dá entrevista em Rede Nacional.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é um bom filme. Mas poucos perceberam que o prazer de pronunciar o titulo com as bochechas soltas e pressionando-as levemente nos fonemas bilabiais pode ser até maior que o de assistir ao filme.

Mais uma dele

De Lula, na Folha :

"Muitas vezes, em busca de acabar com a corrupção num canto, você acabava com a instituição e o corrupto era premiado com outro cargo em outra instituição para continuar roubando. Isso não é possível"

Ora, se ele mesmo reconhece que existem várias instituições em que o corrupto pode se alojar, e isso é algo muito antigo, é claro que a única solução é diminuir ao máximo o número dessas instituições. É nessas horas que a gente percebe o quanto um esquerdista consegue enxergar onde está o mal, e o quanto lhe falta para reconhecer que a solução que ele propõe consiste em reforçá-lo.