A Barbárie dos Tempos Modernos

sexta-feira, agosto 29, 2003

A moral moderna

Como bem descreveu Paul Johnson em seu livro Os Intelectuais, foram estes que substituíram os padres e profetas na legislação moral na era moderna. E o "progresso" se deu mais ou menos assim, com enormes intecessões na ordem cronológica :
1) A lei do faça o que eu digo mas não faça o que eu faço
2) A lei que torna virtude tudo aquilo que antes era considerado pecado
3) A lei de que tudo é permitido contanto que lhe dê prazer

Depois de proclamarem a "morte de Deus", esses intelectuais conseguiram diminuir enormemente a auto-exigência moral do ser humano, e é claro que é impossível que admitam qualquer argumento em favor de Sua existência, mas, mesmo assim, acredito que o próprio avanço científico um dia chegará a um ponto em que isso se tornará bastante evidente. É quando surgirá a quarta lei, que derivará do seguinte pensamento : sim, Deus existe, mas não é como os religiosos imaginavam. E aí eu já não sei se não seria melhor que continuassem achando que Ele não existe mesmo.