A Barbárie dos Tempos Modernos

domingo, dezembro 07, 2003

Duas de Dostoiévski

Trechos retirados de duas falas de personagens do romance O Idiota :

[...] se até o senhor acabou de declarar que o próprio defensor declarou em um julgamento que não existe nada mais natural do que matar seis pessoas movido pela pobreza, então é o final dos tempos. Isso eu ainda não tinha ouvido falar.

[...] o assassino mais inveterado e impenitente ainda assim sabe que é um criminoso, isto é, por questão de consciência acha que agiu mal, ainda que não demonstre qualquer arrependimento. E assim é qualquer um deles; mas estes de que Ievguiêni Pavlitch estava falando não querem sequer se considerar criminosos e pensam consigo que tinham o direito e... até agiram bem, ou seja, é quase assim. [...] E observem que todos são jovens, ou seja, estão justamente naquela idade em que a pessoa é mais vulnerável e mais indefesa para se deixar levar pela deformação das idéias.


Não tem tudo a ver com isto aqui ?