A Barbárie dos Tempos Modernos

quarta-feira, dezembro 17, 2003

O único deus bom

Do Estadão :

Durante anos, Caetano amargou a tristeza que lhe causou a má acolhida dos críticos ao único filme que dirigiu. Cinema Falado, 17 anos depois, está sendo lançado em DVD justamente pela Universal, que fez todo um trabalho de restauração do original, acrescendo ao disco várias horas de material extra.

Caetano soltou o verbo. Elogiou o próprio filme, produto da sua lucidez, e não poupou críticas aos críticos, à imprensa nem a colegas diretores. No final, disse que havia sido equilibrado e que, eventualmente, uma ou outra coisa que disse poderia ser usada fora de contexto e provocar discussões.

Caetano falou mal de Deus - disse que Deus é sempre nocivo, tanto faz que seja o de Osama Bin Laden ou de outro qualquer. Disse também que seu filme é profético e que antecipa qualidades e problemas que o cinema brasileiro apresenta neste ano em que atinge 20% de ocupação do próprio mercado, a maior taxa de a retomada da produção após a era Collor.


Resumindo : o único deus bom é Caetano.