A Barbárie dos Tempos Modernos

terça-feira, dezembro 02, 2003

Ratos americanos lutam contra preconceito tecnológico

Ratinhos da quinta avenida, em Nova Iorque, iniciaram ontem uma passeata contra o uso indevido de sua espécie como parte insignificante da informática.

Bill Gates logo se defendeu, alegando que, na verdade, o mouse é muito importante para os usuários de computador, principalmente após o advento do Windows, que o tornou uma peça obrigatória.

Mas os da ala mais radical não se renderam e prometeram marchar até a Casa Branca enquanto a coisa não for revista.

Os mais moderados argumentaram que já vêm contribuindo para o progresso da civilização há algum tempo, deixando de invadir residências e locais muito habitados, e que, apesar disso, continuam sendo desprezados pela raça humana, que ainda insiste em utilizá-los como cobaias. Aliás, justamente por isso, o único homem convidado para a passeata foi o senhor Peter Singer, que os compreende e os ama tanto quanto aos seus pares, mas não pôde comparecer porque dava uma palestra numa famosa churrascaria da cidade.

Para os que estiverem estranhando a iniciativa dos camundongos, há um boato de que tudo começou após a publicação dessa notícia.