A Barbárie dos Tempos Modernos

quarta-feira, dezembro 31, 2003

Só mais isso

Que 2004 seja uma ano de luta contra o mal que está dentro de cada um de nós.

Deixo este trecho de um texto que escrevi sobre uma passagem de O Senhor dos Anéis :

Gandalf, juntamente com Frodo e seus aliados, enfrenta um bicho com formato de dragão. Na superfície de uma ponte, após todos já a terem atravessado, ele derruba o monstro no abismo e respira aliviado. Mas, ainda caindo, o bicho joga a cauda e puxa o mago pela perna, levando-o com ele. A luta prossegue até que Gandalf, na escuridão do abismo, derrota-o definitivamente. Depois disso, ele reaparece e luta contra Saruman, o mago do mal, que controlava o corpo do rei de Horan, e vence-o . Na primeira parte ele, já havia lutado contra Saruman, mas não havia conseguido vencê-lo, só agora consegue.

O dragão representa o mal que ainda havia dentro de Gandalf. Quando ele, na superfície da ponte, derrota-o, a derrota é falsa, pois ninguém vence o mal lutando com ele na superfície. Essa luta serve apenas de fachada, para que mostremos para os outros que estamos agindo bem, mas na verdade não estamos; dentro de nós sabemos que não. É por isso que nessa hora tem muita gente olhando a luta. Mas somente quando Gandalf desce até as trevas é que ocorre a verdadeira luta, a luta solitária, em que está apenas você e o mal, e mais ninguém. É aí que é preciso vencê-lo, pois é a única forma de eliminá-lo. Somente depois de descer até as trevas é que se pode enxergar a luz. É assim que Gandalf adquire força suficiente para derrotar Saruman ( sem mais nenhum mal dentro dele ) e se torna o mago branco (puro), pois antes era conhecido como o mago cinzento (a parte escura do cinzento simboliza o resto do mal que ainda havia nele).


Agora sim : Feliz Ano Novo a todos.