A Barbárie dos Tempos Modernos

sábado, janeiro 17, 2004

Elogiando a Ciência. Finalmente !

Muitos têm uma concepção bastante equivocada de minha visão científica (refiro-me à ciência iluminista). Percebi o fato em alguns e-mails que recebi e em alguns comentários que aqui foram feitos.

Minha crítica à ciência se restringe à sua pretensão filosófica e religiosa. Sim, porque mesmo que não admita, a ciência contém muito mais dogmas do que qualquer religião. E as elaborações filosóficas dos cientistas sobre suas descobertas são quase sempre estapafúrdias. Devido à crença popular em sua exatidão, muitos imaginam que suas conclusões podem ser ampliadas a todos os campos do conhecimento humano.

O fato de algo funcionar adequadamente ou trazer o bem às pessoas do ponto de vista prático não significa, em hipótese alguma, que está correto em teoria. Um alvo pode ser atingido de várias formas, tanto intencionalmente quanto sem intenção alguma.

Você está dizendo que a ciência é fruto do puro acaso ? Não. Mas a sua eficiência na prática não decorre de uma visão correta da realidade, mas apenas da parte da realidade que precisa ser conhecida para que a ciência possa exercer sua função.

Esse erro de perspectiva acaba gerando uma grande distorção no conhecimento que o homem tem da realidade em seu sentido mais amplo.

Mas, por não compreenderem a nuance desse meu pensamento, muitos acham que sou contra a ciência. A verdade é justamente o oposto. Acredito na metodologia científica enquanto meio prático para resolver os problemas humanos.

O marxismo, por exemplo, é uma enorme bobagem justamente por não ser uma ciência. A medicina alternativa segue o mesmo caminho.

Falando nisso, detesto naturebas. O cara deixa de tomar uma dipirona ou um AAS porque acha que o combate à febre pode lhe causar um câncer no futuro. Digam-me : isto faz sentido ? Até hoje, nenhum trabalho científico associou o uso de antitérmicos a uma maior incidência de câncer. Quem acredita nisso é um homem de muita fé.

O cara acredita em todas as notícias divulgadas na internet a respeito do uso de adoçantes, mas não se dá ao trabalho de procurar algum artigo científico em que a associação destes com o câncer tenha sido comprovada. E resolve consumir açúcar mascavo porque é "natural". Ora, que a pessoa não use adoçante porque tem o gosto ruim, tudo bem, mas porque dá câncer ? E açúcar mascavo, aqui pra nós, é uma porcaria.

O sujeito deixa de usar levotiroxina para tratar sua tireóide deficiente porque é "artificial". Prefere tomar extrato de tireóide de boi ou ingerir iodo das algas marinhas. Ora, extrato de tireóide de boi é muito mais artificial para o homem do que a levotiroxina, cuja estrutura é exatamente igual à que circula no organismo humano. E o iodo das algas não vai corrigir o problema porque a maioria dos casos não se deve mais à carência de iodo.

Durante 8 anos o cara leva o filho para tratar da asma a um pneumologista. Apesar das melhoras e da atenuação das crises, fica inconformado porque a criança não ficou curada. Então, resolve levá-lo a um homeopata. Quando o filho completa 12 anos, deixa de ter crises e o sucesso é atribuído ao tratamento homeopático, não sabendo que 80 % das crianças deixam de ter asma após os 12 anos.

Vou parar por aqui. Acho que deu para entender o espírito da coisa.