A Barbárie dos Tempos Modernos

domingo, abril 25, 2004

Vale a pena ler Vilém Flusser

O ponto de partida da dúvida é sempre uma fé. Uma fé (uma "certeza") é o estado de espírito anterior à dúvida. Com efeito, a fé é o estado primordial do espírito. O espírito "ingênuo" e "inocente" crê. Ele tem "boa fé". A dúvida acaba com a ingenuidade e a inocência do espírito e, embora possa produzir uma fé nova e melhor, esta não será mais "boa". A ingenuidade e inocência do espírito se dissolvem no ácido corrosivo da dúvida. O clima de autenticidade se perde irrevogavelmente. [...] As "certezas" originais postas em dúvida nunca mais serão certezas autênticas.

Achou pouco? Aqui tem mais.