A Barbárie dos Tempos Modernos

terça-feira, maio 11, 2004

Ainda de Plantão

Uma fonte da reitoria acaba de nos informar que o famoso professor da USP morreu após morder uma maçã envenenada com metafísica. Esperem, essa senhora parece que viu tudo. Como foi, pode nos dizer?

- Foi horrível, horrível. Ele gritava e chamava por alguém de nome estranho. Só sei que começava com ene e vinha um chiado depois. E dizia que ia matar quem lhe enviou um tapete ontológico de presente de aniversário. Antes do suspiro final, agarrado ao meu pescoço, balbuciou: "Você não vai acreditar, era de verdade, era de verdade". O que? "O tapete, o tapete". Mas e a maçã? E ele: "foi só um epifenômeno". Triste, muito triste.