A Barbárie dos Tempos Modernos

domingo, setembro 19, 2004

A fé cientificista

O que mais me deixa abismado nos cientificistas é a capacidade que possuem de defender as teses mais esdrúxulas com a cara-de-pau mais lisa do mundo. Com o único objetivo de jamais aceitarem dogmas religiosos, elaboram hipóteses cuja exigência de fé necessária para que nelas se acredite é imensamente maior que a exigida por qualquer religião.

Certa vez assisti a uma palestra do Sr. Elsimar Coutinho em que ele defendia a teoria de que a Santa Maria, mãe de Deus, teria se mantido virgem por ter gerado seu Filho através do mecanismo da partenogênese, que consiste na divisão espontânea do óvulo, sem a necessidade da fecundação por um gameta. Seria este, é óbvio, o único caso registrado entre os da espécie humana.

Agora, responda-me sinceramente, caro leitor, é ou não é mais fácil e mais inteligente acreditar que Jesus Cristo foi concebido pelo Espírito Santo?