A Barbárie dos Tempos Modernos

quarta-feira, maio 04, 2005

No frio da serra

Quatro dias em Campos do Jordão é tempo suficiente para que não tenha muito a dizer. Não que a cidade não seja bonita. O problema é que não sou bom em descrições. Espero que até amanhã tenha acontecido algo interessante e me sobre tempo para voltar a postar. Enquanto isso, aproveitem o Oito Colunas - há uma nova crônica do Adalberto por lá.

Os termômetros registraram quatro graus centrígrados ontem à noite. Meus lábios racharam. No nordeste essa temperatura é exclusiva das geladeiras. Nunca tomei tanto chocolate quente em toda minha vida. Os vinhos são caríssimos, quase o dobro do preço do ponto mais caro de Salvador. E não há chilenos, só europeus, argentinos e brasileiros. A comida é boa: massas, massas e massas, de todos os tipos e servidas das mais diversas formas.

Amanhã conhecerei a basílica de Aparecida do Norte. Sexta-feira chegarei a São Paulo, onde espero conhecer meu companheiro do Oito Colunas Rodrigo Pedroso e rever Fábio Ulanin e Rodrigo Della Santina.