A Barbárie dos Tempos Modernos

quinta-feira, julho 14, 2005

Duas do poeta Ângelo

"De igual forma que a razão - erigida em ídolo para a explicação de todas as coisas, como entidade ursupadora do antigo Deus teológico - parece se negar como um caminho progressivo do homem para o Absoluto, qual se fora inteiramente independente de sua própria consciência, também a liberdade, colocada como deusa, far-nos-á lembrar sempre a sentença de Tobias Barreto: 'A razão é a deusa da filosofalha, como a liberdade é a deusa da canalha'."

"Todo mundo está à busca de espaço, o que prova que ninguém mais respira o seu próprio ar e necessita cada vez mais de privar do ar alheio, justamente porque se perdeu o espaço que cada um encontrava em si mesmo, provavelmente a própria alma que dantes habitava os homens."


Ângelo Monteiro, em "Escolha e Sobrevivência"