A Barbárie dos Tempos Modernos

sábado, agosto 06, 2005

Nascimento, vida e morte

Este blog nasceu de um site hospedado na HPG intitulado A Barbárie dos Tempos Modernos. No início recebia 10 acessos por dia. Com a divulgação do Lucas Mendes e do Giovani, aos quais agradeço pela contribuição, passou a 30 acessos por dia. A HPG deixou de ser gratuita e deletei a página, criando o blog O Esquisito. Mais uma vez, com a ajuda do César Miranda e do Marcelo de Polli, os acessos aumentaram, chegando à marca dos cinqüenta. Até então o enfoque principal era a política. Passei a variar os temas, incluindo religião, ciência e filosofia, o que me fez pensar que os acessos cairiam, mas, ao contrário, cresceram ainda mais, chegando a 120 nos áureos tempos. Recentemente, por insistência quase neurótica de Gustavo Nogy, o título do blog foi modificado, incorporando o do antigo site.

Durante o período de sua existência, conheci pessoas interessantíssimas, algumas apenas virtualmente, outras pessoalmente. O fato é que hoje posso dizer que muitos desses caras são meus grandes amigos.

Valeu a pena. Talvez um dia crie um outro blog, talvez não. Este aqui permanecerá no ar, à disposição dos que quiserem consultá-lo. Não há muito que se aproveite, mas mesmo assim...

Costumo enviar e-mails contendo comentários sobre notícias de jornais aos amigos. Aqueles que desejarem receber estes e-mails, por favor deixem seus endereços eletrônicos na caixa de comentários, ainda que seja apenas para trocarmos algumas idéias. Os que preferirem podem enviar uma mensagem diretamente para minha caixa postal: andrecosta@ctmnet.com.br .

Não poderia encerrar sem antes lembrá-los da livraria virtual do meu amigo Fabio Ulanin, a Pasárgada, que pode e deve ser sempre consultada neste endereço http://livrariapasargada.blogspot.com .

Espero reencontrá-los um dia no Oito Colunas ou num outro blog.

Um abraço a todos e obrigado pelas visitas.

segunda-feira, agosto 01, 2005

Um bobo apegado aos tolos

São sujeitos como esse padre Jony que não me permitem deletar este blog. Mas ainda hei de superar essas tolices. Prestem atenção ao trecho em que ele diz que se identifica "com a linha de pensamento de Jesus Cristo". Vocês acreditam nisso? O cara é padre e diz que se identifica com a linha de pensamento de Jesus Cristo. Ele se identifica...! Putz!